Drones Começam a ser Utilizados para Entrega de Produtos

drone-entregador

Nos últimos anos o drone deixou de ser um aparelho para diversão e hobby, se tornando uma forma das empresas utilizarem para entregar produtos ou realizarem serviços.

Amazon foi a primeira companhia a mostrar a possibilidade de entregar pedidos através de drones, mas enquanto a companhia americana ainda pesquisa esse tipo de tecnologia, a JD.com, da China, já transformou a ideia em realidade.

Desde o ano passado, em algumas regiões do país, especialmente as montanhosas e remotas, a imagem de um drone transportando pacotes é algo habitual. E a companhia, a segunda maior do comércio eletrônico chinês após o poderoso Alibaba, planeja uma expansão.

Os drones desenvolvidos pela Amazon, foram batizados como Octocopters, conseguem carregar pacotes de até 2,3 kg e demoram cerca de 30 minutos para realizar a viagem após a encomenda. As previsões dos filmes futuristas estão ficando cada vez mais próximas – é o tipo de coisa que poderia ter saído diretamente do desenho animado ‘Os Jetsons’. No entanto, o serviço pode demorar até cinco anos para entrar em operação, pois é preciso que a Administração Federal de Aviação Americana (FAA) aprove o uso dos drones para atividades civis. O uso para a polícia e órgãos do governo já é aprovado.

O uso de drones para entregas já existe funcionalmente na Austrália, pela iniciativa da startup Flirtey. Os consumidores compram os livros por um aplicativo, e o drone leva a encomenda direto para o destino solicitado.

Os drones possuem alguns usos curiosos – eles podem salvar a vida de alguém que está sofrendo um ataque cardíaco, por exemplo. Uma empresa alemã desenvolveu um drone que atinge os 70 km/h e pode agilizar o atendimento de pessoas em apuros em lugares remotos.

Há também drones que levam cerveja pra você. Em um festival na África do Sul, os drones levavam as latas de cerveja presas em uma bandeja, e chegavam até o público com pequenos paraquedas.

Na Inglaterra, a rede de pizzarias Domino’s criou o “Domicopter”, que faz a entrega de pizzas de forma rápida e eficiente. Ainda no ramo alimentício, um restaurante de sushi, também na terra dos britânicos, usa os drones para levar pedidos às mesas.